Perdeu o emprego e quer saber como empreender?
15 de julho de 2018
4 lições de estratégia presentes em La Casa de Papel
28 de julho de 2018

A Quarta Revolução Industrial

Você sabe o que é a quarta revolução industrial?

Sim, ela é exatamente o período que estamos vivendo.

Isso mesmo! Enquanto no século 17 fomos impactados pela máquina a vapor, hoje em dia temos presenciado o avanço da tecnologia de forma tão rápida e eficiente, que a robótica, algo que achávamos que demoraria um pouco mais pra aparecer, já tem dado as caras por aí.

Muito mais abrangente do que jamais poderíamos imaginar, a quarta revolução industrial é marcada pela integração das tecnologias físicas, digitais e biológicas.

Mas o que significa isso?

A resposta nós encontramos no livro de Klaus Schwab, chamado justamente A Quarta Revolução Industrial.

A ideia de fazer um artigo especificamente sobre o exemplar veio do importante fato de que esse novo momento deve mudar completamente a nossa vida (e já tem mudado) ao ponto dos empreendedores precisarem preparar cuidadosamente os seus negócios para ele.

O que será que vai mudar? O que pode acontecer com a sua empresa? Quais são as profissões que correm o risco de extinção?

É isso que você vai saber hoje!

Vamos então ao artigo entender mais alguns pontos importantes do livro A Quarta Revolução Industrial?

O que é a quarta revolução industrial?

Para Klaus Schwab, a quarta revolução industrial é um período repleto de inovações tecnológicas que vão impactar completamente a nossa vida.

Vamos conhecer algumas?

  • Robótica – por meio de sensores, robôs são capazes de compreender melhor o ambiente e executar diversas tarefas.
  • Internet das coisas – é a relação entre coisas, pessoas e serviços por meio de redes inteligentes.
  • Impressão 3D – é a fabricação de objetos em 3 dimensões por meio de impressão.
  • Veículos autônomos – são carros, caminhões, aviões, barcos e drones sem motoristas, capazes de executar várias tarefas.
  • Biotecnologia – é a capacidade de alterar códigos genéticos de organismos, de criar organismos personalizados, de modificar seres vivos e adaptá-los a condições adversas, de recriar órgãos, entre outras estratégias.

Por que esse período é chamado a quarta revolução industrial?

Porque esse é o quarto grande período de revoluções que estamos vivendo.

O primeiro foi entre 1760 e 1840 com as ferrovias e as máquinas a vapor, o segundo foi no final do século XIX com a linha de montagem e o advento da eletricidade e o terceiro foi na década de 60 com a revolução digital e a criação dos computadores.

O autor menciona que a quarta revolução industrial, iniciada na virada do século, se difere das demais na velocidade, amplitude e profundidade com que vem acontecendo, mas também devido à fusão das tecnologias e a interação entre os domínios digitais, físicos e biológicos.

Mas afinal, como é isso na prática?

Vamos encontrar a resposta refletindo sobre as empresas atuais?

Facebook, por exemplo, não cria nenhum conteúdo, já o Airbnb é um provedor de hospedagem que não possui imóveis. O Uber, por sua vez, oferece táxis, mas não tem carros, e o Alibaba é um grande varejista sem estoques.

Veja só! O avanço da tecnologia é capaz de oferecer serviços em escala, com plataformas e aplicativos inteligentes disponibilizados gratuitamente para toda a população, de forma a facilitarem as vidas das pessoas.

Quais são as profissões que correm o risco de extinção com a quarta revolução industrial?

Para Klaus Schwab, as profissões que devem ser substituídas por conta da quarta revolução industrial são: operadores de telemarketing, avaliadores de seguros, responsáveis por cálculos fiscais, juízes, árbitros e profissionais desportivos, hosts e hostesses de restaurantes, lounges e cafés, secretários jurídicos, trabalhadores agrícolas, corretores de imóveis, secretárias, assistentes administrativos, entregadores e mensageiros.

Qual o impacto da quarta revolução industrial nas empresas?

“A questão, para todas as indústrias e empresas, sem exceção, não é mais ‘haverá ruptura em minha empresa?’, mas ‘quando ocorrerá a ruptura, quanto irá demorar e como ela afetará a mim e a minha organização’” Klaus Schwab.

A frase do autor é perfeita para esse tópico.

Não se trata da quarta revolução industrial impactar ou não a sua empresa.

Ela vai impactar todas as empresas e, portanto, os empresários precisam se preparar desde já.

Isso mesmo! Ela vai acontecer de qualquer jeito, queira você ou não, então, antecipe as suas ações e busque importantes possibilidades de negócios diante desse cenário.

A dica é: não desanime. Algo tão grande quanto a quarta revolução industrial é positivo para o mundo e para as pessoas.

Procure ter um mindset de crescimento e encontre oportunidades para você e para a sua empresa!

Leia também os artigos abaixo.

Presleyson Lima
Presleyson Lima
Ajudo empreendedores e intraempreendedores obterem resultados em seu negócio através da segurança da informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

//]]>