Impactos do coronavírus no empreendedorismo: veja o que fazer para minimizá-los
29 de março de 2020
Como Sônia Hess, da Dudalina, triplicou o faturamento do negócio da família?
17 de maio de 2020

7 dicas para blindar seu negócio e sobreviver ao Coronavírus

Com a chegada da pandemia do coronavírus, muitas empresas vão passar por uma prova de fogo.

Nesse artigo você vai descobrir como sobreviver à crise e ainda sair na frente da concorrência quando tudo isso passar.

1- Vender online é a melhor estratégia nesse momento de quarentena

Se você estava adiando o momento de começar a fazer vendas pela internet, chegou a hora de colocar os seus planos em ação. 

Mais do que nunca, vender online se tornou fundamental para a sobrevivência de qualquer negócio. 

Com os shoppings e feiras impedidos de abrirem as portas, as pessoas estão correndo em massa para as compras pela internet. 

Quem estiver online para atender a demanda vai fazer muitas vendas.

2- Faça ofertas e promoções

Esse é o momento ideal de zerar o estoque de produtos que estão sem vender há muito tempo e também aqueles de poucas vendas. 

Seja criativo e faça uma boa divulgação pelas redes sociais.

Também é fundamental conseguir um bom parceiro para ajudar na logística das entregas. 

3- Negocie algumas despesas

Procure seus fornecedores e negocie contratos e despesas.

Esse é um momento delicado para todos e ninguém vai querer ficar no prejuízo.

Também é bom conversar com o gerente do seu banco e buscar novas possibilidades de negociação de dívidas e extensão de prazos. 

4- Melhore seu Marketing Digital

Aproveite o tempo livre em casa para estudar marketing digital e aperfeiçoar as suas redes sociais. 

Elas podem fazer a diferença se você estreitar o relacionamento com a sua audiência.

O Google também é uma ótima pedida. 

Lá você pode fazer anúncios na rede de pesquisa, na rede de display, além de criar o Google Meu Negócio da sua empresa gratuitamente. 

5- Esteja preparado para uma queda nas vendas

Dependendo do seu setor, o impacto nas vendas pode ser de 30 a 50% nos próximos dois meses. Por isso é bom estar preparado.

Por exemplo, quem é do setor de turismo está tendo um grande número de pacotes e passagens canceladas. 

Mas, por outro lado, quem é da área de delivery e de e-commerce está tendo um grande aumento nas vendas.

É muito importante antecipar esse impacto na hora de planejar os próximos meses. 

6- Identifique os gastos que podem ser cortados

Use a criatividade e descubra novas formas de economizar como a redução de aluguéis.

Vale muito a pena tentar renegociar com o seu inquilino, com certeza ele vai entender a necessidade do momento.

Você também pode liberar os funcionários para trabalhar em home office e economizar com a conta de energia e limpeza. 

Verifique ainda a possibilidade de oferecer férias antecipadas para funcionários. 

7- Olhe com atenção redobrada para o seu fluxo de caixa

É recomendado ter uma relação separada das despesas que são fixas das variáveis.

Gastos como folha de pagamento, aluguéis, energia, não devem se alterar muito nesse período.

Mas despesas variáveis como insumos e itens de reposição de estoque devem diminuir bastante.

Isso precisa ser considerado na hora de planejar os próximos meses e estipular o quanto será necessário para manter o negócio.

Mesmo à distância, esse é um período de muita união!

O momento é delicado, mas toda crise pode se tornar uma grande oportunidade de mudança. 

Mesmo respeitando a quarentena, todos podemos descobrir novas formas de estar ainda mais próximos de nossos clientes.

E, quem souber se reinventar, sairá na frente quando as coisas voltarem à normalidade.

Espero que esse artigo tenha te dado alguns insights importantes para você proteger os seus negócios dessa pandemia.

Quero ouvir você. Deixe seu comentário dizendo o que tem feito para o seu negócio sobreviver em tempos de quarentena.

Presleyson Lima
Presleyson Lima
Ajudo empreendedores e intraempreendedores obterem resultados em seu negócio através da segurança da informação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *