Quando você deve fazer coaching de empreendedorismo?
14 de julho de 2019
Saiba mais sobre Scandal, a série que vai te inspirar nos negócios
28 de julho de 2019

A série The Crown, sobre a rainha, é uma das melhores em liderança

The Crown é uma série biográfica do Netflix que gira em torno do reinado da Rainha Elizabeth II.

Com alta precisão dos eventos ocorridos durante o período, ela mostra como a monarca começou a liderar com apenas 25 anos de idade de forma extremamente coerente, firme e madura.

Entre as suas principais características estavam a sobriedade ao se posicionar apenas no momento certo, a pré-disposição em fazer parcerias e evitar conflitos e a inovação ao modernizar as tradições da monarquia.

Nas próximas linhas você vai entender mais sobre como The Crown pode nos inspirar enquanto líderes tanto dentro das empresas quanto no nosso próprio negócio.

Confira!

Sobre The Crown

The Crown é uma série criada e escrita por Peter Morgan (conhecido por escrever dramas históricos), especialmente para a Netflix.

O programa, que teve a estreia da sua primeira temporada em novembro de 2016, mostra a história biográfica sobre o reinado da Rainha Elizabeth II e possui alta precisão dos eventos ocorridos durante o período.

Estrelada por Claire Foy como a personagem principal, atriz britânica que atuou também como a Ana Bolena na minissérie Wolf Hall, e o premiado norte-americano John Lithgow, a atração já garantiu importantes prêmios, como os Globos de Ouro de Melhor Série Dramática e de Melhor Atriz em Série Dramática para Claire em 2017.

Mas o mais interessante é a sua trama, que reproduz como uma rainha coroada aos 25 anos de idade conseguiu dialogar com líderes muito mais experientes do que ela.

Considere que naquela época o universo político era dominado pelos homens e, portanto, Elizabeth tinha o desafio não só de liderar, mas de fazer isso sendo mulher e jovem.

Ela precisava representar a coroa britânica e ser respeitada não só pelo seu cargo, mas principalmente pelas suas competências.

E a rainha de fato se posicionava e liderava, com acertos e erros naturais a qualquer outro líder, e agia sempre em defesa da coroa, seu valor mais precioso.

Como The Crown pode inspirar os líderes?

The Crown é uma série que tem muito a dizer sobre liderança.

Na verdade, quem nos inspira é justamente a Rainha Elizabeth II, com a sua postura firme e decidida e a sua sobriedade para resolver situações.

Temos muito a aprender com ela, veja:

1 – Avalie onde está pisando

Quando a rainha se reúne pela primeira vez com Churchill, o primeiro-ministro que já estava em seu segundo mandato, ela apenas sorri e fala pouco.

Ao longo do tempo, porém, os seus encontros com Churchill e com os seus sucessores passam a ter muito mais diálogos, mostrando toda a maturidade que monarca foi adquirindo com o passar dos meses.

Acho que essa situação se assemelha bastante quando somos novatos em uma empresa.

O ideal é primeiro sentir o contexto em que está entrando para mais tarde, com maior entendimento dos processos e das políticas, passar a contribuir de forma mais efetiva.

Portanto, falar pouco nem sempre é ruim.

Dependendo do momento pode ser a sua melhor estratégia.

2 – Evite conflitos e faça parcerias

Elizabeth, a contragosto de seu marido e de seus assessores, vai a Gana, uma ex-colônia britânica, minimizar os conflitos com o líder do país.

Inclusive, ela dança com ele em um jantar em sua homenagem, algo totalmente fora dos padrões da época.

Mas foi justamente esse ato de personalidade que garantiu a boa imagem da realeza.

Lembrou-se de alguma circunstância na empresa em que trabalha ou então com o seu sócio?

Os atritos podem sim acontecer devido a pensamentos divergentes sobre um processo ou então mudanças nos percursos dos projetos.

A dica, nesses casos, é que procure resolver a situação de maneira amigável, passe por cima das diferenças, dê o braço a torcer e retome o bom relacionamento visando o bem da empresa.

Isso mostra maturidade e foco no que de fato importa: as metas e resultados do negócio!

3 – Inove

A rainha tentava constantemente aliar a modernidade às tradições da monarquia.

A sua coroação, em 1952, por exemplo, foi a primeira a ser televisionada, quebrando totalmente o protocolo real. Porém, isso a aproximou bastante de seus súditos.

Em 1957 o seu discurso de Natal também foi televisionado como uma maneira de responder às críticas que a monarquia vinha enfrentando.

Por fim, as inúmeras sugestões de Lorde Altrincham, o crítico do ostracismo da realeza e até do modo da rainha de falar foram aprovadas por Elizabeth como uma forma de modernizar a realeza.

Será que o seu trabalho na empresa ou no seu negócio deve continuar sendo feito do mesmo jeito?

Será que algumas mudanças podem significar melhores resultados?

Quais são os seus interesses?

A rainha sabia quais eram os dela e não hesitou em mudar o que foi preciso para conseguir o que queria.

Faça isso você também!

The Crown é uma série premiada da Netflix e bastante interessante para ser assistida pelos líderes.

Presleyson Lima
Presleyson Lima
Ajudo empreendedores e intraempreendedores obterem resultados em seu negócio através da segurança da informação.

1 Comentário

  1. […] Astutos e estratégicos, os três fizeram alterações radicais no mercado brasileiro graças às suas decisões seguras e inteligentes. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *