Balanced Scorecard: 4 dicas para aumentar o desempenho da sua empresa
31 de maio de 2022

O Discurso do Rei: aprendizados para inovar a liderança de equipes

O filme O Discurso do Rei é altamente recomendável pelos críticos, ganhou vários prêmios, bem como os corações dos cinéfilos em todos os lugares do mundo.

O filme O Discurso do Rei é altamente recomendável pelos críticos, ganhou vários prêmios, bem como os corações dos cinéfilos em todos os lugares do mundo.

Além de performances dignas de um Oscar de Colin Firth, Geoffrey Rush e Helena Bonham-Carter, um roteiro excelente e, claro, um enredo que seria inacreditável se não fosse verdade, é também uma ótima referência sobre liderança.

Baseado em fatos reais, a narrativa apresenta a história pessoal de triunfo do Rei George VI, pai da monarca atual do Reino Unido, a Rainha Elizabeth II, sobre a gagueira que o perseguia desde a infância e limitava as suas ações.

Você tem noção do que poderia ter representado um Rei sem o poder da retórica e conexão com o seu povo, em plena Segunda Guerra Mundial?

No entanto, para a reputação da Família Real, George VI foi um dos Reis mais aclamados da Inglaterra e um exemplo inspirador de persistência na urgência de superar os obstáculos e liderar a serviço de uma causa maior.

Vamos saber um pouco mais sobre os incríveis acontecimentos que antecedem o primeiro discurso bem-sucedido do Rei George VI, na cena final de O Discurso do Rei, e assim identificar a importância de inovar sempre as práticas de liderança?

Confira cada detalhe na leitura a seguir!

Quem era o líder e o seu treinador?

Em O Discurso do Rei, Bertie, como era chamado George VI por seus familiares, o então Duque de York, casado com Elizabeth Angela Marguerite Bowes-Lyon, era o segundo na linha de sucessão ao trono britânico.

De repente, ele se viu no cargo de liderança de sua nação quando seu pai, o Rei George V, faleceu e seu irmão, o Duque de Windsor, abdicou do trono para se casar com a americana e divorciada Wallis Simpson.

Condição impraticável pelas regras e protocolos do Reino Unido, concorda?

Então, o recém-coroado Rei George VI teria que inevitavelmente enfrentar o seu maior medo: falar em público.

Mas afinal, como ele literalmente encontrou sua voz para discursar aos seus súditos?

Segundo a veracidade da determinação do Rei George VI, retratada no longa O Discurso do Rei, foram quase duas décadas de coroa inglesa e treinos frequentes para vencer a gagueira em suas oratórias oficiais.

Para motivar você, líder e coach, a enfrentar as suas barreiras da comunicação e seguir em frente rumo ao sucesso, reunimos algumas boas lições de liderança, guiadas pelo filme.

  • Posicionamento

Um dos aspectos mais interessantes de O Discurso do Rei é evidenciar que a necessidade de um apoio profissional não é um sinal de fraqueza, mas sim de coragem.

Após várias tentativas por médicos antiquados para solucionar o seu distúrbio e somente com a ajuda do fonoaudiólogo Lionel Logue, australiano e de métodos nada tradicionais, a engrenagem começa a funcionar.

  • Planejamento

Dá para imaginar qualquer empreendimento assertivo sem um planejamento adequado?

Com O Discurso do Rei não poderia ser diferente: Lionel Logue planejou claramente demonstrar que o progresso era possível, principalmente ao insistir que entre ele e o Rei, o tratamento seria pelo primeiro nome, quebrando paradigmas e aproximando as relações.

  • Autoconfiança

Para reconhecer sua humanidade em aceitar ajuda especializada, vimos no O Discurso do Rei, um dos toques mais fortalecedores da trama: o treinador se coloca de igual para igual diante do Rei e atua no desenvolvimento da sua autoconfiança.

Logo, para inovar enquanto líder não basta apenas ter experiência, porém acreditar nas aplicações de ferramentas e técnicas capazes de melhorar a dinâmica da equipe, e consequentemente, dos negócios, sem dúvida se faz essencial.

  • Ambiente positivo

Ao estabelecer um ambiente positivo de práticas de liderança e coaching, fica nítido o quanto isso influencia nos resultados tão esperados por todos os envolvidos, e o mesmo reflete em O Discurso do Rei.

Lionel, o coach do Rei George VI, evidencia o ambiente de coaching como um lugar de “confiança, igualdade e segurança”.

Sem contar que uma perspectiva também positiva através de elogios, incentivo dos talentos, promoções e possíveis continuidades de parcerias e clientes, certamente reforça benefícios e valores.

A transformação surpreendente do Rei George VI relatada no filme O Discurso do Rei demonstra o poder da liderança inovadora.

Já pensou em qual desempenho poderia impactar na sua empresa por meio dessa liderança?

E em quais habilidades de coaching você pode usar para fazer a diferença no mercado?

Então, fica aqui o convite para assistir ao O Discurso do Rei e ganhar novos aprendizados nesta jornada que é a arte de liderar!

Presleyson Lima
Presleyson Lima
Ajudo empreendedores e intraempreendedores obterem resultados em seu negócio através da segurança da informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.