Por que a Geração Y é uma fonte de motivação e posicionamento no mundo dos negócios?
11 de outubro de 2021
Livro Inspirado: como desenvolver produtos de tecnologia bem-sucedidos e amados pelos clientes
30 de outubro de 2021

Parque tecnológico: contribuições para a criação e crescimento de empresas inovadoras

Há décadas a história tem mostrado sobre o potencial do empreendimento de um parque tecnológico em promover a cultura, inovação de sua comunidade, geração de empregos qualificados e melhora da competitividade de sua região, em longo prazo.

Trata-se de um dos principais mecanismos de iniciativas públicas e privadas de estímulo ao fluxo de conhecimento, transferência de tecnologia, criação e crescimento de empresas integradas às universidades e instituições de pesquisa.

Só a perspectiva dos criadores do parque estarem no âmago de algo inovador, já ajuda a atrair investimentos, viabilizar o surgimento de vários negócios, e garantir tudo que precisam para prosperar e atingir seus objetivos esperados.

E cada investimento obtido refletirá em um ambiente sustentável para as atividades de pesquisa, desenvolvimento, trabalho, lazer e qualidade de vida.

Assim, aumenta a atração das empresas de alta tecnologia, introduzindo processos industriais avançados na região e fortalecendo uma base sólida para futuros investimentos.

O exemplo mais conhecido desses pólos de desenvolvimento é o Vale do Silício, na Califórnia, EUA, onde o conceito de parque tecnológico alcançou pleno sucesso.

Os primeiros surgiram na década de 1950, porém seu crescimento exponencial começou nos anos 80 e segue até hoje.

Na última divulgação do Ministério da Ciência, Inovação e Tecnologia (MCIT), foram registrados mais de 100 parques em operação somente no Brasil, fora os que estão em desenvolvimento, a promover a inovação e contribuição para o progresso econômico, social e humano.

Quer saber o que é exatamente um parque tecnológico, qual a sua importância para o contexto das empresas de tecnologia e quais os impactos que eles causam nas comunidades em que estão inseridos?

É isso que explicaremos em detalhes neste artigo. Acompanhe!

Parque tecnológico: conceito e benefícios

O parque tecnológico baseia-se em uma relação de sinergia entre três agentes essenciais: indústria, universidades e poder público.

Nesse sentido, a participação das instituições de ensino e pesquisa é fundamental para a entrega de conhecimento para a iniciativa privada, o que permite o surgimento de novas tecnologias, refletindo em melhorias para a sociedade.

Os bons resultados desses habitats de inovação implantados em território brasileiro, assim como das empresas que eles abrigam, vêm aproximando prefeituras de várias localidades.

Afinal, nas cidades onde são instalados surgem inúmeros benefícios para a economia e população.

Em meio aos parques tecnológicos brasileiros e suas respectivas áreas mais bem-sucedidas e exploradas estão:

  • Informática: Caxias do Sul (RS), Recife (PE) e Campina Grande (PB);
  • Biotecnologia: Lavras (MG);
  • Agroindústria: Cascavel (PR);
  • Eletrônica e Robótica: São Carlos (SP);
  • Tecnologia da Informação: Florianópolis (SC);
  • Energia e Física Aplicada: Porto Alegre (RS).

Existem também os parques que abrigam dezenas de empresas e que, quase sempre, estão agregados a incubadoras de base tecnológica: Universidade de São Paulo, Universidade de Campinas, Universidade Federal de São Carlos e Universidade Federal de Santa Catarina, são algumas referências.

Agora que sabemos o que é um parque tecnológico, vamos revelar seus principais benefícios.

1. Estabelecimento e inclusão das empresas

O parque tecnológico possibilita criar ambientes para startups e empresas de tecnologia se estabelecerem, fecharem contratos e elaborarem propostas de projetos e parcerias estratégicas em conjunto.

Graças à sua infraestrutura, essas empresas poderão identificar as oportunidades e melhor traçar seus planos e metas para obtenção de recursos ou financiamentos.

2. Novas oportunidades de negócios

Todo parque tecnológico possui um time altamente qualificado em processos empresariais e relacionados à tecnologia e inovação, facilitando a oferta de possibilidade de conhecimento de mercado e melhor capacidade de se adaptar a ele.

Ter a empresa inserida nesse contexto favorece o seu reconhecimento, uma vez que o principal objetivo de qualquer negócio é a formação de redes com colaboradores, clientes e terceirização de atividades.

3. Ambiente propício para consultorias

Cada parque tecnológico propicia acesso a consultorias especializadas em planejamento estratégico, planos de negócios, gestão empresarial, vendas e finanças, entre outras, às empresas que dificilmente teriam acesso fora dele.

4. Infraestrutura, localização e logística

O parque tecnológico agrega uma infraestrutura composta por edificações apropriadas para escritórios e laboratórios, acessos fáceis e localizados na zona urbana com estacionamentos, segurança patrimonial e serviços de qualidade em telecomunicações e tecnologia da informação.

Sem contar com a proximidade de rodovias e aeroportos, e a facilidade para transportar recursos e equipamentos para a execução das atividades da empresa.

5. Interação Universidade-empresa

Dentro do parque tecnológico, as empresas têm acesso aos pesquisadores, professores e a mão de obra proveniente da universidade e das instituições de ensino e pesquisa.

Assim como os laboratórios e equipamentos da universidade são compartilhados com as empresas, de forma a evitar investimentos duplicados e a estimular a cooperação entre empresas e universidades.

Parque tecnológico: por onde começar?

Compreender o que é um parque tecnológico e quais são as suas vantagens é importante, mas como eles são criados?

Para tal responsabilidade, é preciso ter conhecimento profundo sobre o ecossistema de inovação da cidade e planejá-lo de forma que ele, de fato, funcione para os diversos fins que foram apontados.

Essa proposta pode vir, principalmente, de três grupos:

  • Empresas

O parque tecnológico pode ser elaborado a partir de uma demanda das próprias empresas e da sua urgência em ter um ambiente para integração e inovação.

Nesse caso, é preciso que elas estejam minimamente organizadas, com objetivos em comum e absorvam a missão do local.

  • Governos

Para os governos, a vantagem de ter um parque tecnológico é tanto econômica, quanto sociocultural.

Ter na cidade um local que promova a inovação é, com certeza, um diferencial que eleva a administração pública a outro nível.

Do ponto de vista financeiro, quanto mais empresas sendo criadas, crescendo e dando lucros, melhor para a arrecadação de impostos, geração de empregos e para notoriedade da cidade.

Vale destacar que o surgimento de um novo parque tecnológico não depende da quantidade de outros ambientes que existem na mesma região, mas do aproveitamento de vantagens competitivas oferecidas e da necessidade de desenvolvimento de determinada região.

Seguindo esse raciocínio, o poder público pode incluir o fomento a novos parques como forma de atuação estratégica, coordenando os esforços de diferentes setores em prol do desenvolvimento da comunidade.

  • Investidores Privados

Grandes empresas do segmento da Construção Civil entendem o parque tecnológico como um investimento imobiliário diferenciado, gerando valor para seus projetos e sendo um valioso instrumento de desenvolvimento econômico da região.

Impactos nas comunidades

Outro ponto crucial mostrado são os impactos do parque tecnológico nas comunidades em que está instalado, sobretudo no que diz respeito:

  • ao desenvolvimento econômico regional,
  • à geração de novas patentes,
  • à abertura de novas empresas, atração e retenção de novos talentos, tanto para estagiários, recém-graduados e profissionais qualificados.

E é neste último aspecto que os parques tecnológicos mais chamam a atenção.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), enquanto a taxa de desemprego no Brasil atingiu o recorde de 14,7% no 1º trimestre de 2021, o número de empregos diretos pelas empresas instaladas nos parques é de 38.365, 2.950 mestres e 1,1 mil doutores ligados às universidades envolvidas, segundo a

Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec).

Como vimos ao longo desta leitura, entre os aspectos positivos promovidos pelo parque tecnológico, destaca-se, sobretudo, a mudança na cultura empresarial, com a conscientização dos empresários sobre a importância da tecnologia e da inovação em cada setor.

Junto com o despertar para a inevitabilidade de aproximação entre o conhecimento acadêmico, as empresas e os mercados, o que gera um desempenho mais proativo para o bem da humanidade.

Presleyson Lima
Presleyson Lima
Ajudo empreendedores e intraempreendedores obterem resultados em seu negócio através da segurança da informação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *